SEM CATEGORIAAnalgésico Dorflex 36 Comprimidos

Analgésico Dorflex 36 Comprimidos

R$ 19,46
R$ 13,85
Economize R$ 5,61
Quantidade
Quantidade

Informações de entrega

Loading interface...

Retire grátis na loja - Em 1 hora.

Frete grátis - Em compras acima de R$ 150.

Descrição do Produto

APRESENTAÇÃO:
Está com dor no corpo? Dorflex® age na dor e relaxa a tensão muscular causada pela má postura e movimentos repetitivos. Uma potente combinação de analgésico e relaxante muscular disponível em versões de 10, 24, 36, 50 comprimidos e gotas¹.

COMPOSIÇÃO:
Dipirona monoidratada + citrato de orfenadrina + cafeína anidra

PARA QUE É INDICADO:
Dorflex é indicado para o alívio da dor associada a contraturas musculares.

COMO DEVO USAR:
  • Você deve tomar os comprimidos com líquido (aproximadamente ½ a 1 copo), por via oral.
  • Posologia: 1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.
  • O medicamento deve ser administrado por via oral, com auxílio de água.
  • Não deve ser partido, aberto ou mastigado.

    COMO FUNCIONA:
    A dipirona é uma substância com propriedades analgésicas e antipiréticas, reduzindo a sensação de dor e febre. Já a orfenadrina é um anti-histamínico, com moderado efeito sedativo central e anticolinérgico, possuindo assim propriedades relaxantes musculares e contra a dor. As duas substâncias mencionadas são potencializadas pela cafeína presente em Dorflex, que age como um estimulante central e amplia os efeitos de analgésicos não-opiáceo.

    CONTRAINDICAÇÃO:
  • Casos de alergia ou intolerância a qualquer um dos componentes da fórmula ou a analgésicos semelhantes à dipirona, derivados de pirazolonas (ex.: fenilbutazona, oxifembutazona) ou a pirazolidinas (ex.: fenilbutazona, oxifembutazona), incluindo, por exemplo, casos anteriores de agranulocitose (diminuição acentuada na contagem de leucócitos do sangue) em relação a um destes medicamentos;
  • Pacientes com glaucoma, obstrução pilórica ou duodenal (estreitamento da passagem do conteúdo no estômago e intestino), problemas motores no esôfago ou úlcera péptica estenosante (estreitamento anormal);
  • Pacientes com hipertrofia prostática, obstrução do colo da bexiga e miastenia grave (doença neuromuscular que causa fraqueza);
  • Casos de porfiria hepática aguda intermitente;
  • Pessoas com deficiência congênita da glicose-6-fosfato-desidrogenase;
  • Pessoas com função da medula óssea insuficiente ou doenças do sistema hematopoiético (responsável pela produção das células sanguíneas);
  • Histórico de broncoespasmo (contração dos brônquios) ou outras reações anafiláticas (ex: urticária, rinite, angioedema) com medicamentos para dor, como: salicilatos, paracetamol, diclofenaco, ibuprofeno, indometacina, naproxeno;
  • Grávidas e lactantes.

  • teste2